Alma de Gigante

Sei bem que és pequenino,
E puro como a gota de água no
Teu cabelo molhado, caracóis de
Seda translúcida, sob a luz do entardecer.

Sei bem que és valente, no
Teu passo vacilante, buscando
Estrelas no caminho pedregoso,
Na estrada de ar desenhada no horizonte.

Bem sei, és pequenino, mas
Gigante nesse teu ser precioso,
Imenso neste ano de vida, de
Assombro pelo milagre de existires.

Obrigada, meu ser pequenino,
Sou pequena perante o nosso amor
Por ti. Por todo ti, sorrisos, alma e verdade.

Por ti, para sempre e até ao infinito.

Boa noite, meu amor, vamos com aves.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s